sábado, 25 de junho de 2011

Anonimato

  Eu não sei por que me sumiram as palavras. Procuro encontrar a razão ou circunstância para que num átimo a inspiração sumisse. Fico insone. Eu tentei escrever, ou dizer... Mas as palavras tornaram-se poucas. Procurei. Não encontrei nada, nada menos compreensível ou aceitável.
  Fugi. Confesso que não muito. Aperto o passo. Faço, refaço e desfaço. Projeto um sorriso enferrujado, amarelo pelo tempo. É mais fácil abraçar a tristeza: a felicidade é muito saltitante.


Achei esse texto no computador. Confesso que não sei quem escreveu, mas é real. 

2 comentários:

Tay disse...

Realmente, a tristeza as vezes é bem mais fácil de se apegar do que a felicidade.
Adorei o post.

bjus =*

Morgana Rocha. disse...

A felicidade é coisa de momentos, assim com a tristeza. Já a alegria não. Muito bom ^^