terça-feira, 31 de agosto de 2010

John&Jenny - Parte III


Lá estava eu, sentada naquele banco da praça, citando Renato Russo no violão, com alguns amigos: " Será, só imaginação?! Será que é tudo isso em vão?!"
De repente uma voz doce sussurrou em meu ouvido: " Nada disso é em vão." Eu me virei depressa quase tocando meu lábio ao teu. Eu já havia parado de tocar, mas a turma ainda cantava: " Pra que esse nosso egoísmo, não destrua nosso coração". Meu coração se derreteu com aquelas vozes cantando essa parte da música. Me levantei deixando o violão com outro da turma, e sai, sendo puxada ou puxando-o pelo braço. Paramos em algum lugar da praça e você disse:
- Essa foi a música que você estava tocando a primeira vez que a vi. - Com um sorriso bobo estampado no rosto.
O clima ali era tenso, você foi chegando de leve, segurou em minhas mãos e passou sobre sua cintura, nos deixando muito perto, segurou na minha nuca e fez tocar meus lábios nos seus. Por um segundo. Meu coração batia forte e rápido. Me senti nas nuvens, mas em um impulso, eu tirei meus braços de sua cintura , e empurrei seu corpo levemente, para longe de mim. Você abriu os olhos e tinha uma impressão que perguntava por si só: " O que houve?"
- Você não merece isso. - E virei as costas para ele, voltando para minha turma e o bom e velho Renato, com uma lágrima no rosto que insistia em cair.

3 comentários:

Desvarios de uma adolescente disse...

Ownnnnnnnnnnnnnn ameei o texto (:
*--*
muito fofis

Any Silveira disse...

ooooooooooooonnnt.. muuito foof's
tem maiis? :P

AH.orta disse...

Hey hey! Eu vim ler <D! To amando fuve. E espero que tenha uma continuação dessa, oks?
Bjinhos